Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Domingo, 24 de Agosto de 2008

De rasca a canguru!

Esta geração é a mesma da minha. Ou não será? Nascidos nos anos 70 e 80... Casados e descasados antes dos 30!

 

 

 

Devia ter lido este artigo antes do almoço de família de hoje!

 

"Então quando é que como o arroz doce do teu casamento?"

 

São cada vez mais os que estão casados por muito menos tempo. Alguns apenas durante uns meses. Este fenómeno é recorrente na chamada geração canguru, uma faixa etária situada entre os 25 e os 35 anos, nascidos nas décadas de 70 e 80, e que, ao contrário dos seus pais, pretendem prolongar ao máximo a estadia em casa dos progenitores e adiar a vida adulta.

Esta é aliás uma das causas do divórcio: "Há um erro educacional, o facto da adolescência ser altamente prolongada contamina todo o processo para a frente. Consequentemente, à primeira contrariedade, separam-se", explica a mesma psicóloga.

 

A sociedade em que vivemos acaba com todos os sonhos! Com todas as futuras realizações pessoais. Com tudo aquilo que de bom e puro ainda resta nos corações humanos. Essa sociedade corrói! Corrói-nos corpo e alma!

 

Segundo as famosas estatísticas pertenço à geração canguru. Mas não me sinto pertencente a estas estatísticas... Fui educada nos velhinhos valores que a maior parte das pessoas acha rasca e nada in.... Mas não será in acreditar na família? Na nossa família? Que voluntariamente nos propomos construir?

 

Actualmente um divórcio simples (sem bens ou filhos) e por mútuo consentimento pode ser iniciado através da internet, num processo que demora segundo os meus calculos apenas uns minutos (mas talvez possa demorar ainda menos).

 

Então um casamento que demora tanto a construir pode ser assim desfeito em, apenas, alguns minutos! Ou então numa versão mais soft ou mais light (como a minha geração gosta) uma festa de casamento que demora tanto a preparar... Desde os convites, a quinta, o vestido que custa uma pequena fortuna, as flores, o copo de água... Tudo o mais in... "Que o meu casamento não há-de ser pior do que o da fulana tal" ou "Que o meu casamento há-de ser melhor do que o da fulana tal"

 

"Há um grande abismo entre o 'esta è a minha cruz' que as avós aguentavam e o 'eu não estou para aturar isto' das netas" , denuncia Ana Queiroz. O padre Borga também concorda que " há muitas pessoas que formalizam a relação e se comprometem com coisas para as quais não estão preparadas". Queiroz chama-lhe "a pressão: quem não casa até aos 30/35 tem defeito, logo, o melhor é casar rápido e estas coisas nunca costumam dar bons resultados", alerta.

 

Pois... Querida tia... Espere sentadinha que só comerá o arroz doce do meu casamento daqui a uns tempos! Quando encontrar não o princípe encantado montado num cavalo branco.... Mas quando encontrar alguém da geração canguru, mas que salte apenas quando é necessário para ultrapassar os abismos...

publicado por M.M. às 22:14
tags:

e que seja tótó, né???

olha que eu tou com um ratito...

o arroz doce já ia...:P
heidi a 26 de Agosto de 2008 às 23:56

a ideia de escrever este post... é mais um grito de revolta!
M.M. a 28 de Agosto de 2008 às 22:30

nanny querida,

tenho uma aluna na especialização de Design de Móveis da UTFPR , a Marcela que está falando da 'geração canguru' na referência em sua monografia final. Seu objetivo é verificar como está o comportamento dos jovens nas decisões de consumo em produtos residenciais, justamente neste momento de 'sair de casa'. Se é que tem coragem mesmo... Ela conta que a motivação para sair hoje está meio fraca, pois os pais tem sido liberais em relação a namoro, anda muito confortável estar na casa deles, tudo é provido etc...

Adorei! é bem provável que vc entre na referência bibliográfica deste trabalho...

sempre é um a surpresa entrar no teu blog.! um grande beijo querida!!
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

nanny querida, <BR><BR>tenho uma aluna na especialização de Design de Móveis da UTFPR , a Marcela que está falando da 'geração canguru' na referência em sua monografia final. Seu objetivo é verificar como está o comportamento dos jovens nas decisões de consumo em produtos residenciais, justamente neste momento de 'sair de casa'. Se é que tem coragem mesmo... Ela conta que a motivação para sair hoje está meio fraca, pois os pais tem sido liberais em relação a namoro, anda muito confortável estar na casa deles, tudo é provido etc... <BR><BR>Adorei! é bem provável que vc entre na referência bibliográfica deste trabalho... <BR><BR>sempre é um a surpresa entrar no teu blog.! um grande beijo querida!! <BR class=incorrect name="incorrect" <a>bernadete</A>
bernadete brandão a 23 de Setembro de 2008 às 15:57



Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
18
20
21
22
23

25
26
27
28

31


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos