Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Domingo, 14 de Setembro de 2008

Pior do que nos acharem sempre miúdos, pior do que tudo isso é apunhalarem-nos ainda mais quando abrimos o nosso coração. Os que me conhecem verdadeiramente sabem o quanto me custa abrir o coração, o quanto me magoa ser magoada, o quanto me dói quando pensam que não tenho sentimentos... Quando me dizem na cara que sou mal agradecida, que sempre tive tudo o que quis! Sempre tive tudo o que quis é certo, mas faltou-me sempre o essencial! Será que lhe é difícil perceber isso? O que compra o dinheiro afinal? Acho que só compra mesmo infelicidade. Só compra mesmo ressentimentos. Só compra mesmp aquilo que nós não somos.

 

Sou feliz? Fui-o até hoje? Sinceramente não... Sempre me faltou o essencial pena que ele não se aperceba do mal que me fez durante todos estes anos, penas que não saiba reconhecer o quanto em custou abrir o coração. Não vês que o que sempre quis foi abraçar-te? Foi que me abraçasses de braços abertos sem máscaras, sem a máscara do dinheiro. Sem a máscara da artificialidade! Da falsidade! Da superficialidade... A nossa relação foi sempre assim demasiado superficial.

 

Ingrata nunca fui, nem sou. Sou apenas infeliz.

Má pessoa nunca o fui. Fui educada em valores mais altos.

 

O dinheiro não é nada. Não compra nada. Não compra o essencial. Não me compra a alma. Não me compra aquilo que sou.

 

Abri o coração. E fui ainda mais magoada? Tens noção do que fizeste? Tens noção do estrago que provocaste? Tens noção da merda que fizeste? Da merda que me estás a fazer sentir? Da merda que me estou a sentir?

 

Já não tens ninguém? Já não tens amigos? Eu sou gente! Tenho sentimentos! Tenho dignidade e por ser tua amiga é que abri o coração... Não te apercebeste disso? Quis ajudar-te? Quis fazer ver-te que só te estás a enterrar mais na lama... Quis dizer-te que és importante para mim por isso é que me custa ver-te assim... Disse-te isso e como respondes? Com duas pedras na mão? Dizes-me que estamos a montar um esquema para nos livrarmos de ti?

 

Não vês que és bem mais importante que isso? Não vês que te amamos? Não vês que te queremos aqui, connosco?

 

NÃO VÊS QUE TE AMAMOS? NÃO VÊS QUE ÉS IMPORTANTE PARA NÓS?

 

[aos que não perceberam este post! Uma sugestão não o releiam, nele está apenas explicita a minha vontade de me aproximar de alguém, de a ajudar! Ela não quis! Não quer... Dói-me que não o faça, magoa-me que nada faça para sair do buraco de solidão onde insiste em enterrar-se ainda mais] Isto está aqui escrito, apenas porque não tenho outro sitio onde o colocar, apenas porque não tenho estômago para o partilhar pessoalmente!

publicado por M.M. às 23:18
tags:


Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
19
20

21
22
23
26

29
30


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos