Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Sábado, 28 de Junho de 2008

Dorme no dormitório da cidade

Acorda ainda de madrugada

A vida lá fora já fervilha...

 

Deixa-se ficar mais um pouco!

Atrasa-se invariavelmente.

 

Fecha atrás de si a porta de casa

Deixa a quietude para trás.

 

Lá fora o sol brilha

Continua com dificuldades para acordar

Uma buzina acorda-a

 

O 228 já lá está

Não a deixa ficar para trás!

 

Passou 1 hora

Entre solavantos

Partidas e chegadas.

 

"Bom dia"

"Café por favor!"

"Obrigada"

 

Troca as primeiras palavras do dia

Atravessou a cidade

Milhares por si passaram

 

8 horas de trabalho

A normal rotina

Alguns contratempos

Tudo em ordem

 

Regressa a casa

Banho

Paparoca

 

"Boa noite"

"Vou dormir"

Debita

Para o seu eu imaginário.

publicado por M.M. às 23:14


Hoje Recebi Flores!
Não é o meu aniversário ou nenhum outro dia especial.


Tivemos a nossa primeira discussão ontem à noite e ele me disse muitas coisas cruéis que me ofenderam de verdade.
Mas sei que está arrependido e não falou a sério, porque ele me enviou flores hoje.


Não é o nosso aniversário ou nenhum outro dia especial.
 
Ontem ele atirou-me contra a parede e começou a asfixiar-me.
Parecia um pesadelo, mas dos pesadelos acordamos e sabemos que não é real.

Hoje acordei cheia de dores e com golpes em todos lados.
Mas eu sei que está arrependido porque ele me enviou flores hoje.


E não é São Valentim ou nenhum outro dia especial.
Ontem à noite bateu-me e ameaçou matar-me.
Nem a maquilhagem ou as mangas compridas poderiam ocultar os cortes e golpes que me ocasionou desta vez.
Não pude ir ao emprego hoje porque não queria que se apercebessem.
Mas eu sei que está arrependido porque ele me enviou flores hoje.


E não era dia da mãe ou nenhum outro dia.
Ontem à noite ele voltou a bater-me, mas desta vez foi muito pior.
Se conseguir deixá-lo, o que é que vou fazer?
Como poderia eu sozinha manter os meus filhos? O que acontecerá se faltar o dinheiro?

Tenho tanto medo dele!

Mas dependo tanto dele que tenho medo de o deixar.
Mas eu sei que está arrependido, porque ele me enviou flores hoje.


Hoje é um dia muito especial: É o dia do meu funeral.
Ontem finalmente conseguiu matar-me. Bateu-me até eu morrer.
Se ao menos tivesse tido a coragem e a força para o deixar...

Se tivesse aceitado a ajuda profissional...
Hoje não teria recebido flores!


Anónimo.

 

P.S. Obrigada Elizabeh pela chamada de atenção ;)

publicado por M.M. às 22:13

Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

A Greenpeace pede aos supermercados que deixem de vender as espécies na lista vermelha e que ao mesmo tempo desenvolvam uma política de compra sustentável.

 

Para a Greenpeace, uma política de compra de produtos pesqueiros sustentável deve basear-se nos seguintes princípios:

 

1. RETIRAR O PIOR : Deixar de comercilazar todas as espécies de peixe que estejam a vermelho segundo a metodologia desenvolvida pela Greenpeace (ou equivalente);

 

2. APOIAR O MELHOR: Aumentar a oferta de peixe com garantia de ser sustentável;

 

3. MELHORAR O RESTO:

  • Trabalhar com os fornecedores de forma a obter peixe proveniente das melhores zonas disponíveis e das espécies que não estão na lista vermelha da Greenpeace. Trabalhar em conjunto com o governo, indústria, organizações não governamentais e científicos para melhorar a gestão, sustentabilidade e equidade das pescas das quais os distribuidores se abastecem.
  • Deixar de vender peixe proveniente de pescas e fornecedores que se recusem a mudar para métodos mais sustentáveis, ou que não estejam dispostos a fazer acordos mais justos com os países costeiros para aceder aos seus stocks.
  • Vender apenas peixe com proveniência comprovada até ao barco e com verificação de que a captura desse peixes está dentro das quotas e recomendações estabelecidas.

4. APRESENTAR E PROMOVER P~´ATICAS SUSTENTÁVEIS E EQUITATIVAS

  • Promover junto dos consumidores a compra de produtos da pesca sustentáveis e equitativos.
  • Etiquetar todos os artigos que contenham produtos pesqueiros com o nome comum, nome científico e informações sobre o método de pesca ou de aquacultura através do qual foram produzidos. Apresentar informações detalhadas sobre os métodos de pesca ou de cultivo utilizados.
  • Apoiar iniciativas sustentáveis
  • Tornar pública a política de compra sustentável e realizar um acompanhamento e avaliações da implementação da mesma.
  • Dar formação aos técnicos e vendedores para ajudar aos consumidores a escolher produtos de pesca sustentáveis.

A lista vermelha da Greenpeace pode ser vista aqui.

 

Fonte: www.greenpeace.org/portugal

publicado por M.M. às 21:35


«Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos vorazes. Pelos seus frutos, os conhecereis.»

 

Act 7, 15

 

O Evangelho de hoje vem mesmo a calhar... Enquanto anda o país inteiro a perguntar(-se) se o animal que anda pelos ladas da Maia é ou não um felino de grandes dimensões, esfomeado e pronto a comer criancinhas... Devemos antes preocupar-nos com os falsos cordeiros que (se) mostram lobos vorazes, prontos a atacar!

publicado por M.M. às 20:59
sinto-me:

Terça-feira, 17 de Junho de 2008

"As soluções utópicas têm a vantagem da perfeição e o pequeno defeito de serem irrealizáveis"

 

Vital Moreira in Público 17.06.08

 

Não poderia estar mais de acordo.

publicado por M.M. às 22:06

Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

Alastram pelo país actos de violência contra pessoas e bens pelo simples facto de não concordarem com uma determinada forma de luta. O direito ao protesto é inquestionável, o da violência não é. Tanto quanto eu sei, num Estado de Direito, as acções destes piquetes de greve constituem crime. É de perguntar onde pára o Estado?


The weight of the balance
Angel Boligan, «Cagle cartoons»

 

 

Fonte.


Segunda-feira, 09 de Junho de 2008

Basta distrair-me um pouco e acabo por não apanhar em cima do acontecimento as verborreias discursivas do nosso presidente!

 

"Dia da raça!" E eu a pensar que o 25 de Abril já tinha acontecido....

 

Um chefe de Estado que se desloca a Viana do Castelo para presidir às comemorações do Dia de Portugal, das Comunidades e de Camões sair-se com uma gaffe destas é mesmo muito mau!

 

 

Não se trata de discutir se existem ou não raças, como por aqui se discutiu! Trata-se de uma questão de bom senso... Se perguntassem a um miúdo de 10 anos que dia é amanhã/hoje e ele se saisse com uma calinada destas até poderiamos achar alguma piada... Agora o Chefe de Estado não.

publicado por M.M. às 23:58

Quinta-feira, 05 de Junho de 2008

Vivemos cada vez mais numa sociedade descartável. Onde tudo se compra e se deita fora. Vivemos numa sociedade da embalagem seja ela de vidro, de cartão ou de plástico a única certeza que fica é que depois de a utilizarmos a deitaremos fora, sem mais...

 

São as embalagens de leite. Ainda sou do tempo em que as pessoas da minha aldeia faziam fila à porta da vacaria do tio Manuel com um fervedor na mão para ser enchido de leite bem fresquinho. Hoje essas mesmas pessoas vão aos hipermercados bem longe da minha aldeia encher os carrinhos e depois os carros de embalagens e embalagens, algumas de leite que o tio Manuel continua a produzir...

 

São as embalagens de refrigerantes. Há uns 10 anos andava eu a ir à venda da tia Zeca comprar gasosas ou laranjadas para a minha avó que já não podendo, me encarregava de ir lá e pedir à tia Zeca 2 ou 3 garrafas de laranjada... Não saía de lá sem a recomendação de não me esquecer de depois lá levar as garrafas: "O filhinha não te esqueças". Hoje em dia, infelizmente, já não carrego com aquele saco de couro meio acastanhado da minha avó... Hoje vou ao supermercado e trago 2 ou 3 garrafas de plástico com gasosa e depois de se beberem acabam no lixo... como tantas outras embalagens!

 

São as embalagens de fraldas. Quando eu nasci... A minha mãe tinha de lavar as fraldas de 2 fedelhos que teimaram em nascer ao mesmo tempo. Hoje as mães vão aos hipermercados e trazem um pacote de fraldas de umas tantas unidades. Pacote esse que vem sempre muito bem acondicionado... o melhor mesmo é embrulhar em plástico e por fora uma mega embalagem de cartão onde se lê em letras bem gordas promoção ou então leve X e pague Y.

 

São as embalagens de cerveja. Há uns anos atrás a minha mãe quando havia mais gente cá em casa mandava-me à tia Neves (deixamos de ir tanto à tia Zeca) buscar uma grade de cervejas... Como era pequena íamos os dois manitos todos contentes rua abaixo até à vende e depois traziamos para casa a dita grade de cervejas. A recomendação da tia Zeca era-nos também dada pela tia Neves: "filhinhos depois trazei cá a grade!". Hoje vamos a um qualquer hipermercado e trazemos debaixo do braço umas quantas garrafas de minis. Estas vêm sempre bem acondicionadas, envoltas numa bela embalagem de cartão que há-de ter sempre uma qualquer promoção: "Viaje grátis com a XPTO".

 

A acompanhar todas estas embalagens. Depois de paga a conta ainda trazemos para casa uma multiplicidade de sacos e saquinhos de plástico, gentilmente cedidos por uma qualquer multinacional do comércio! O saco da minha avó continuará pendurado na sua velhinha cozinha...

 

E com todas estas evoluções... Foram-se as vendas. Foram-se as entregas das embalagens. Acumulamos todos os dias nas nossas casas em sem número de embalagens de plástico, cartão e vidro que ao fim e ao cabo não sabemos muito bem o que fazer delas. Ou sabemos? RECICLAR essas embalagens é parte da solução.

 

Hoje é dia mundial do ambiente. Dia de fazer balanços. Dia de fazer contas às contas que temos a acertar com o planeta.

 

 

Porém esta é só uma parte do problema e da solução. Esta é o fim de linha!

 

No início dessa mesma linha estão os produtos. Será que tudo aquilo que compramos nos faz, efectivamente, falta. Se olharmos para a nossa lista de compras mensais com atenção somos bem capazes de lá encontrar coisitas que por serem coisitas não nos fazem assim tanta falta como isso. O ideal será REDUZIR o nosso consumo.

 

Em relação a todo o lixo que levamos para casa sempre que saímos dos hiper´s há também muito que podemos fazer.... Por exemplo, os kg e kg de sacos que as catedrais do consumos nos dão todos os anos podem muito bem ser utilizados para levar até ao ecoponto mais próximos os restantes kg e kg de resíduos que produzimos diariamente. Outro bom exemplo são os jornais que para além de serem colocados no ecoponto azul são um belíssimo papel de embrulho. Com estes pequenos gestos estamos a REUTILIZAR resíduos que de outro modo acabariam no lixo.

 Desenho feito por Cristiano e Miguel

Hoje, especialmente, é dia de fazermos um balanço. De repensarmos as nossas atitudes perante o planeta Terra que insistimos em devorar a cada dia que passa. 

 

Desenho roubado aqui.

publicado por M.M. às 23:58

Quarta-feira, 04 de Junho de 2008

 

 

Ed Gamble, «Florida Times Union»

 

Foi o fim das especulações. O fim da Sra Clinton com o máximo da sua arrogância a roçar o rídiculo. Barack Obama é o candidato pelo partido Democrata à Casa Branca. 

 

Fez-se história nos EUA! Barack Obama é assim o primeiro afro-americano a ser nomeado para uma corrida à Casa Branca.

 

Continuará a fazer-se história! Agora será Obama vs Bush junior, perdão McCain.

 

P.S. Há vezes em que a corrida é longa, quase uma maratona. Por vezes falta-nos ânimo. Outras vezes força para lutar contra os a priori. Noutrs casos ainda simplesmente se pensa que "não vale a pena" mas no final cortar a meta à frente de todos os outros sem dooping é um prazer! A meu ver... um JUSTISSIMO candidato.

 

Cartoon roubado aqui.

publicado por M.M. às 22:41

Terça-feira, 03 de Junho de 2008

Por uma vez, em muito tempo, os portugueses não têm para onde olhar. Brasil, África e Europa pertencem ao passado. Com a particularidade de a Europa e o mundo terem deixado de ser fronteiras e horizontes a explorar e se terem transformado em ameaças e fontes de crise.

 

Por uma vez, em muito tempo, os portugueses têm de contar consigo, só podem mesmo contar consigo próprios. O que, numa sociedade livre e num mundo aberto, é muito mais difícil. Habituados e contar com expedientes e bodes expiatórios e mal educados pela demagogia política, os portugueses comprazem-se em aspirar a muito mais do que podem e têm direito. Consomem mais do que lhes é permitido pelos seus rendimentos. Querem mais do que lhes autoriza a sua produtividade. Devem muito mais do que ganham num ano. Adoptaram os tiques da cultura do êxito, dos vencedores, da gente bonita e da exibição de capa cor-de-rosa. E parece não se importarem com as enormes desigualdades sociais que fazem desta sociedade um pesadelo moral e estético.

 

A crise económica e social está instalada em Portugal. E bem instalada. Não há sinais de qualquer alívio a curto prazo. Ninguém espera uma melhoria efectiva antes de dois ou três anos. Algumas das causas desta situação vieram de fora. A começar pelos custos dos petróleos e da energia em geral, contra cujos aumentos nem sequer a Europa souber tomar providências a tempo. Mas Portugal já estava mal, muito mal, antes deste terceiro choque do petróleo. Há praticamente oito anos que Portugal vem perdendo, em termos absolutos e relativos. A verdade é que a “nossa” crise é em geral muito superior à dos parceiros europeus.

 

Quer isto dizer que somos os principais culpados. Desperdiçámos anos, recursos e oportunidades. Perdemos com a ditadura e a guerra. Perdemos com a revolução e a contra-revolução. Perdemos também com três décadas de facilidade e demagogia.

 

Assim chegámos ao ponto de perceber que ninguém virá em nosso socorro, que não há mais soluções fáceis e que, de fora, não virá mão redentora.

 

Só de nós próprios virá qualquer remédio. E isto não significa orgulho, nem raça. Muito menos talento ou história. Significa tão simplesmente estudo, persistência e organização. E, sobretudo, trabalho.

 

Fonte: António Barreto in Público de 1 Junho de 2008.



Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
26
27

29
30


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos
subscrever feeds