Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Ao caminharmos para Fátima tivemos sempre presente o povo de Dayle. Mas, com o grupo do Sul (que partir da Azambuja) caminhava um caminhante muito especial, o pe Feliz que trabalho no Sudão desde os anos 80, neste momento, com os milhares de refugiados que chegam ao campo de Nyala todos os dias... Um testemunho e uma vivência incomparáveis, que nos deixam sempre com a ideia de "muito mais se poderia fazer se houvesse vontade"! Precisamos, no entanto, de acreditar que o futuro ainda poderá sorrir para todas as pessoas massacradas pelas milicias do Governo de Cartum.

 

Hoje continuam a ser ceifadas vidas de inocentes. Já não há a imponência das milicias que chegavam montadas em cavalos ou em camelos para destruir as aldeias, mas as milícias passaram a ter outro tipo de presença, mais subtil, mas não menos mortífera!

 

O poema abaixo retrata o desespero, a morte, mas também a luta, ainda que muitas vezes seja suicída...


Os assaltantes levaram os jovens
E ceifaram-nos.
Os assaltantes levaram os velhos
E ceifaram-nos
Os assaltantes levaram as mulheres
E ceifaram-nas.
Os assaltantes levaram as crianças
E ceifaram-nas.
Não temos casa,
Foi ceifada.
Não temos cereais,
Foram ceifados.
Não temos leite,
Foi ceifado.
Agora os nossos filhos partiram para lutar,
Serão ceifados.

 

 
 
 

 

Lamento zaghawa

em Halima Bashir e Damien Lweis, «Lágrimas do Darfur»

 


Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

A peregrinação rumo a Fátima já acabou! Sexta-feira às 12h já estavamos nós a entrar triunfalmente =) no Santuário de Fátima.

 

A peregrinação foi um excelente momento para reflectir na vida, para pensar no rumo que ela tem tomado nos últimos tempos e nos que vêm por aí!

 

 

 

Não caminhamos sozinhos, não o fizemos por masoquismo ou por desporto. Peregrinamos rumo à meta que é Cristo, que em tantas ocasiões na nossa vida deixamos para segundo plano.

 

Não caminhamos sozinhos, não o fizemos por masoquismo ou por desporto. Peregrinamos em solidariedade com o povo de Dayle, na Etiópia.

 

 

 Todos os dias morrem seis mil pessoas devido à falta de água potável e destas 80% são crianças. A cada 15 segundos morre uma criança devido a uma doença relacionada com a água.

 
 
No entanto, com 4 cêntimos, o ACNUR  consegue fornecer água a um refugiado por um dia. Nós podemos fazer e diferença e melhorar estas estatísticas assustadoras. Para isso queremos construir um poço e canalizar a água para Daye, na Etiópia.

Ao envolver-nos neste projecto, encabeçado pelo Fé e Missão, podemos contribuir com a nossa gota para criar soluções para a falta de água mundial.
Neste site poderá tomar conhecimento da amplitude deste problema a nível mundial.
 
Quando caminhamos rumo a uma meta é mais fácil chegar ao fim...

Terça-feira, 21 de Julho de 2009

Há uma música que diz algo do género:

Peregrino aonde vais

Se não sabes aonde ir

Peregrino tens um caminho a descobrir....

 

Para fazer jus à frase decidi colocar a mochila às costas e peregrinar! Como o caminho a descobrir é extenso, nada como fazê-lo em grupo. Sexta-feira à noite contamos já estar em Fátima!

 

 

Assim seja.. e eu ainda sinta pés e pernas =)

publicado por M.M. às 15:16
tags:


Ontém assisti a um dos melhores concertos dos últimos tempos. A vida de desterro tem o disabor de termos a cultura a uma acessibilidade bastante reduzida ou, aliás, a uma distância bastante elevada!

 

 

Por isso ontém não foi de desconsiderar o concerto nas festas da santa terrinha. Há uns anos tinha ido a um concerto dele que tinha ficado aquém das minhas expectativas,por isso apesar de o som e a voz serem excelentes, não fui muito entusiasmada para o concerto... pelo menos até ouvir a primeira música!

 

«Usem e abusem de mim. Estou cá canto e bem ao vivo. Façam demim o que quiserem. Estou com uma grande voz.» dizia ele à Publica em 2003. Não foi preciso abusar, pois deu-nos quase 3h de boa música, com um excelente percurso ao longo da sua carreira de 53anos.

 

Obrigada ao Cid e aos excelentes músicos que o acompanham pelo belíssimo espetáculo.

Outras fotos aqui.

 

publicado por M.M. às 00:17
tags:

Sábado, 18 de Julho de 2009

Sempre que vou dar sangue ouço médicos e enfermeiros queixar-se da falta de dadores dados os níveis de procura de sangue, especialmente neste altura do ano! Perante isto, hoje as notícias davam conta da proibição dos homosexuais darem sangue... Como se não bastasse o preconceito, ainda são os homesexuais homens... Como se a homosexualidade fosse uma doença, uma tara ou uma panca (ou se quisrem pancada) e não o que verdadeiramente é, uma opção sexual, tal como a heterosexualidade.

 

Transcrevem-se de seguida duas opiniões que li num dos muitos "fóruns" anexos às notícias publicaas nos principais órgãos de comunicação social:

 

«Ser homosexual não é um comportamento mas sim uma característica pessoal. E um homem heterosexual não tem comportamentos de risco? Proibir alguém de doar sangue por ser homosexual é pura e simples discriminação. Apenas motivam os homosexuais que querem dar sangue a mentir, dizendo que são heterosexuais.»

 

«Ainda bem. Dar sangue quem é uma aberração da natureza?»

 

 

Frei Rosa Viterbo dizia: "a ignorância é fontanal origem de todos os erros." Mas não há ignorância que possa ser camuflada com tamanho preconceito.

 

Homossexuais proibidos de doar sangue

 

Não desperdicem o fim-de-semana a pensar nisto! Mas que tem muito que se lhe diga tem! Sejam felizes!


Terça-feira, 14 de Julho de 2009

boligan_14072009_2
Little Prince dot com
Angel Boligan, «Cagle Cartoons»

 

Roubado, mais uma vez, num dos melhores blogs que conheço.


Domingo, 12 de Julho de 2009

 

 

Entre o ser e o não ser

Não sou aquilo que nunca fui

Sempre fui aquilo que sou.

 

É por se aquilo que sou

Que não posso ser quem não sou!

 

Poderia perder-me em adjectivações ridículas

Mas há uma que distingue o que sou do que não sou

Genuinidade.

 

Se sou como sou

E não como gostariam que fosse

Então sou mesmo eu:

Que vejo ao espelho todas as manhãs

Igual a mim própria

E não diferente daquilo que sou

E gostariam que eu fosse.

 

Se não fosse assim

Deixaria de me sentir debaixo da pele

Deixaria de poder dizer quem sou

Deixaria de poder dizer que penso

Deixaria de poder dizer que falo

Deixaria de poder dizer que decido

Pela minha cabeça.

 

publicado por M.M. às 12:06
tags:

Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

Pensar em 50 anos o que a Humanidade leva mais de 100 anos a lembrar-se e esquece com a facilidade de quem queima um fósforo!

 

 

Nenhuma mensagem pode ser mais clara: Se queres fazer do Mundo um lugar melhor, olha para ti e faz a Mudança!

 

 

 

Pensem nisso neste fim-de-semana...

publicado por M.M. às 22:17

Quinta-feira, 09 de Julho de 2009

 

Eu que até estava a conseguir controlar o impulso de dar ao dedo e escrever qualquer coisita sobre o nosso Cristiano Ronaldo... Depois de ler o que li, não resisto em reproduzir parte do que foi lido:

 

«Já ninguém pensa em remunerar com fama os cientistas, ou os músicos, até num país, como o nosso, que tem entre as suas poucas glórias o facto de eleger um poeta como símbolo do seu dia nacional. A vida não se faz apenas de altos desígnios, da grandeza da ciência ou da genialidade das artes. A vida faz-se também com paixões prosaicas como as que os grandes dribles ou remates de Ronaldo proporcionam. Mas uma coisa é exaltá-lo no seu palco, no relvado onde exprime o seu talento. Outra é pegar nesse talento para o transformar numa espécie de Deus vivo cujos gestos mais ínfimos têm de merecer a nossa atenção.»

 

Podem ler a crónica na sua totalidade na página do Publico online. E já agora se se quiserem divertir ainda mais poder dar uma espreitadela aos comentários!

publicado por M.M. às 20:00

Terça-feira, 07 de Julho de 2009

O Expresso é sempre o jornal cá de casa! E como a informação que trás é muito acaba, invariavelmente, por ficar durante toda a semana entre a secretário o sofá ou, às vezes, a mesinha de cabeceira... Hoje foi dia de pegar na Única e o título da reportagem chamou logo a minha atenção: "oops onde deixei o meu filho?"

 

Esta reportagem começou assim: Vivem nas nuvens, são cabeças no ar. Confundem pessoas, perdem a conta ao número de vezes que perdem tudo e mais alguma coisa. Até os filhos.....

 

.... e eu pensei: é super normal esquecermo-nos de N coisas, qualquer pessoa não pode pegar na pedra e atirar.... mas pensei isto até ler o seguinte:

 

«(...) De outra vez, ainda, desfez o carro sem perceber como: "Cantava alegremente em coro com o Milton Nascimento, quando de repente, vindo não sei de onde, me aparece à frente um homem agarrado à cabeça. Só então percebi o estrondo que ouvira hámomentos e não ligara - fora o choque do meu carro com o dele. Parei de cantar. Ninguém ficou ferido, mas os dois carros foram parar à sucata»

 

Ainda me rio agora do caricato da situação, só de a imaginar! Esta leitura valeu-me a gargalhada do dia =) Ok, e agora já concordo que há, de facto, distraídos crónicos....



Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
15
16
17

19
20
22
23
24
25

26
28
29
31


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos
subscrever feeds