Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Quarta-feira, 18 de Março de 2009

«Um dia destes, distraído no zapping, vi José Rodrigues dos Santos anunciar, pesaroso, que "o interior de Portugal está despovoado é envelhecido" (...) Escuso descrever a peça da RTP, aliás similar a 300 anteriores. Limito-me a reproduzir a questão que permitiu à repórter encostar a tal menina à parede: "O que é que tu sabes sobre a cidade?" Ao contrário dos petizes criados em Rio Tinto ou de Odivelas, capazes de longas palestras sobre o advento da pólis grega, a pobrezita não sabia grande coisa. Como se comprovou num momento maior do jornalismo pátrio a pobrezita nem sequer tinha o magalhães! A peça fechou com a garota em contraluz, a correr numa colina a gritar "Liberdade!". Quase chorei, não graças à beleza da cena, mas graças aos meus impostos que a pagaram.

(...)

Contas feitas [nos retratos da vida campestre] trata-se sempre de um olhar pasmado, aparentemente seduzido pelo exotismo que descobre a 150Km do litoral urbano e no fundo agradecido pelas maravilhas que as cidades proporcionam.

(...)

O que vale notar é o facto de as televisões tentarem denunciar a desertificação do interior, de resto autêntica, e acabarem inadvertidamente a servi-la, quando exibem os seus residuais moradores enquanto fantasmas amáveis e excêntricos de um mundo morto. Em teoria, dado que esses particulares fantasmas possuem televisor, a repetida notícia do óbito poderia levá-los a trocar tudo pelas delícias da civilização, naturalmente consubstanciada no Magalhães. Na prática, nada indica que isso aconteça: ainda que suscitem menos respeito que os répteis das Galápagos, os rústicos isolados revelam um discernimento superior. No mínimo, têm cabeça suficiente para distinguir a desertificação do interior do deserto no interior de algumas cabeças, toldadas pelos sofisticadíssimos vapores de Odivelas e de Rio Tinto»

 

Mais um excelente artigo de opinião do sociólogo Alberto Gonçalves publicado pela revista Sábado nº254

publicado por M.M. às 11:00

LOL e mais LOL e mais LOL e mais LOL e mais LOL...
O artigo chamava-se mesmo assim??!!
Ando em baixo, mas obrigada a ti que já me fizeste rir por dois motivos:
1 - não, de facto confirma-se, não tenho magalhães...e acho que a minha homónima dos Alpes tb não...
2 - sempre que penso no olhar de choque, de admiração, de...de...de sei lá o quê...com que os seres fantásticos, civilizados e que vestem bem LOL das cidades...olham para os "outros" seres que habitam montes e vales,...sem electricidade, sem telefones, sem net, sem tv, sem água potável, quanto mais saneamento...seres de tchávez, por exemplo...LOOOOL....´só me dá vontade de rir...
oh triste realidade, que a comunicação social cria e faz crer...como sendo o Portugal dos pequeninos...

mas calma calma...isto tem os dias contados...o Magalhães e as Novas Oportunidades...vão transformar esses seres que vivem em grutas e que vestem tanga em pessoas que finalmente podem habitar o Portugal dos hipócritas...

(se calhar fugi um bocadinho do tema central...eh eh eh ... mas apeteceu-me desabafar...)
Agora vou alí vestir a tanga que tenho umas gravuras para acabar na nova gruta que comprei a prestações...e ainda tenho que ir lavar roupa/tangas alí ao rio,...e caçar qualquer coisa para o jantar :)
heidi a 18 de Março de 2009 às 16:02

Venho comentar só para o barulho:

Primeiro - Porque não tive a capacidade de me concentrar no post. Prometo fazê-lo em breve...

Segundo - É o título....

Terceiro - A Vítima confirma não ter o Magalhães...

Quarto - É delirante falar na desportiva da vida alheia...eheheh

Cinco - Face a todas estas situãções, proponho a fazer uma vaquinha para a compra de um Magalhães, daqueles que não têm medo de um presidento como Hugo Chaves, quando o projecta para o chão. ahahah

Venha de lá o Magalhães... A gente retira isso a um aluna da primária, pois ainda contribuimos para a boa formação dele, uma vez que a geração que mais mal escreve somos nós, dado aos vícios das mensagens de telemóveis e abreviaturas (os telegramas), etc. Assim, para nós, toda a língua que tenha sintomas "aportuguesado" é válido.

Último - Não liguem a erros de sintaxe e ortografia, pois é escrito a tempo de impressão....

Ajudem a Heididi..;)

LOL

Heidi, confirma-se! O artigo tem, EFECTIVAMENTE, esse t´tulo! Daí ter-lhe achado um piadão desde o título até à última palavra....

Proponho que se crie uma associação qualquer de protecção aos animais em vias de extinção que vivem no interior do país, ou então que se encerrem os poucos que restam num jardim zoológico algures nos arrabaldes de Lisboa, para a nata da nata poder contactar com esses espécimes que daqui a uma geração (na melhor das hipóteses) estarão extintos.

p.s. a colecção dos artigos continua, tenho-os na secretária à minha frente. Não fossem as infra-estruturas mínimas não funcionarem... Qual não funcionam... esqueci-me da versão jardim zoológico, não existem! Daqui a uma geração quando for à civilização envio-te os artigos religiosamente guardados há uma vida =)
M.M. a 19 de Março de 2009 às 05:55

Rogério!

Só tu para não te conseguires conentrar a ler tão cientifico post =) Mas vá lá até que tens umas ideias interessantes... Eu alinho, vamos fazer uma vaquinha para comprar o dito cujo à miúda, senão vê a civilização a passar-lhe ao lado!

Hehe

Que nós aqui na provincia não temos carros, nem telecomunicações, nem correios, nem finanças (acho que a partir daqui toda a gente se muda pra província!), nem nada que se pareça com a dita cuja civilização... Mas se a miúda vai ser ostracizada por não ter o magalhães vamos já pegar no chaço velho (sim porque aqui não temos carros que jeito tenham, só aqueles que os srs da civilização não querem) e vamos comprar o "contador" à nossa menina dos Alpes =)
M.M. a 19 de Março de 2009 às 05:59

... uma pessoa distrai-se e já estão a fazer vaquinhas para me comprar o magalhaes...eh eh eh
mas eu estou tão bem aqui nos Alpes de Tchávez-City sem ligação ao restante mundo...
não é preciso o incómodo tristes habitantes da civilização!!!!! LOOOOL
heidi a 19 de Março de 2009 às 14:42

Assim até ofendes! Eu não sou habitante da civilização.... só serei se me obrigarem...... Adoro viver no deserto ou no jardim zoológico ou na gruta... também ando a pensar em alterar as gravuras das paredes =)
M.M. a 19 de Março de 2009 às 15:32

eu sei,...sua maluca LOOOL
eu altero pronto...:

"oh felizes habitantes do nenhures!!!"

PS: se quiseres alterar as gravuras da tua gruta...encontrei umas tintas brutais,...é só esmagar aí meia dúzia de uma folhas...eu mando a receita por e-mail ok???

LOOOOOOL
heidi a 20 de Março de 2009 às 10:41



Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
17

22
23
25
26
27
28

29
31


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos