Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Sábado, 18 de Abril de 2009

Susan Boyle, uma escocesa de 47 anos, está desempregada e vive sozinha com o seu gato, que confessou que nunca tinha sido beijada e cuja vida dava um autêntico drama, é actual sensação britânica com mais de 16 milhões de visitas no YouTube.

 

A Sra. Boyle um dia decidiu viver o seu sonho — ser como Elaine Page— e participou no concurso de televisão «Britain’s Got Talent». Teve que suportar um certo cinismo do público e do júri e no fim, com uma mistura de talento e virtude que merece de todos o reconhecimento e em «I Dreamed a Dream» do musical «Les Miserables», a Sra. Boyle revelou-se… (fonte)

 

 

Como escrevia noutro lugar é sempre bom vermos alguém que com quase meio século em cima das costas (e outras mais) conseguem ter a leveza, a coragem e a destreza que muitas vezes falta a quem tem 20 e poucos!

Pelo menos ela poderá dizer que I Dreamed a Dream and live a dream in the day I have a dream...

 

publicado por M.M. às 00:15

Espetacular! Realmente! Há coisas fantásticas! Fez-me lembrar o Paul Pots! Tem que se fazer me Portugal um "Portuguese got talent!"
Beijos
Cristóvão Cunha a 18 de Abril de 2009 às 02:26

Eu também voto no Portuguese got talent! Quem mais?
M.M. a 18 de Abril de 2009 às 16:22

Eu tinha que escrever algo sobre essa mulher que me fez chorar como há muito tempo não choro e esse texto não vai pro blog porque estou tão extasiado com ela que não quero por enquanto colocar nada lá, quero ficar olhando e ouvindo ela cantar o maior tempo que conseguir.Eu estava na sintonia da “Divina comédia”, mas sinto que vou ter que pegar um atalho só por hoje para “Os miseráveis” de Victor Hugo que, aliás, há muito tempo anda falando comigo.
Escrevo sobre Susan porque a quero como mais um dos verbetes da enciclopédia da minha alma, tudo que escrevo vem de dentro de mim e isso torna as palavras, os sentimentos e as pessoas parte da minha existência, o físico é ilusão, o pensamento que é o real. Susan parece ser a resposta a uma voz que há muito tempo clama dentro de mim , a mudança do mundo, a sensibilização dele torno-o um lugar menos hostil e mais feliz.
Eu me identifico com Susan porque eu já senti na carne o que é ser desprezado pela crueldade de outros seres humanos, porque sinto a realização plena do meu corpo ao ter superado meus complexos, eu tenho baixa estatura para um homem, e isso sempre foi motivo de chacota, até um dia, até o dia que eu percebi que aquelas pessoas eram cegas, elas não viam o que eu tinha de maior em mim e eu resolvi mostrar ao mundo o que é.Hoje todos os dias quando acordo me orgulho de quem sou.
Como Susan eu tinha preconceito comigo mesmo, uma amiga certa vez abriu meus olhos para isso, eu agradeço a ela por ter me fortalecido, acreditava no bullying que as pessoas adoram fazer com as outras, a humilhação é um prazer sádico inerente ao caráter humano, aprendi a rir das piadas que faziam comigo, fui aperfeiçoando minha percepção, aguçando meu olhar, aprofundando a minha sensibilidade.Assim a minha empatia se tornou um dom, assim como a expressão dos sentimentos mais íntimos.Aprendi com a vida e com a insensibilidade das pessoas a reconhecer o caráter de alguém apenas pela maneira dela olhar ou se dirigir a você.
Susan fez girar a minha vida e hoje é um dia especial para mim, se sorrateiras minhas futuras rugas, quase sempre frutos de preocupação excessiva ou de stress maligno, estiverem nesse momento nascendo em meu rosto elas não serão como as outras, estas são marcas da expressão do meu sorriso
Andre Luis Aquino a 18 de Abril de 2009 às 03:45

Adorei o seu comentário! Quase que me fez chorar.... outra vez! E tem toda a razão se daqui para a frente as rugas que encontrarmos no nosso rosto em vez de serem o sinal do inevitável envelhecimento, devem ser sinal de vida! Mas não pura e simplesmente vida, mas sim vida em plenitude....

Obrigada pelo comentário!
M.M. a 18 de Abril de 2009 às 16:20

n consigo conter as lágrimas...
este video deixa-me triste e feliz ao msm tempo...
que triste o mundo de hoje:
a felicidade choca, o sonho paralisa, o ser humanos tem medo de se feliz porque pensa que no dia em que se sentir feliz não terá mais razão para se levantar da cama, para lutar... temos medo de realizar a nossa felicidade...
temos medo de acordar e pensar, quanto mais dizer: bolas estou/sou realizado/a...

estas pessoas maravilhosas, como Susan Boyle, apenas vêm despertar-nos um bocadinho mais para a vida ... e ela tem o dom, para nosso privilégio, de ser com a voz...de ser com a música, de ter escolhido um tema de outro,...talvez outro génio, que pela escrita sonhou vivendo também...

não eram necessárias as palmas nem as caras de choque, para que apenas com a sua voz, a sua presença, os seus gestou, o seu olhar...emocionasse toda a gente
Anónimo a 18 de Abril de 2009 às 14:50

A história de Susan Boyle é sem dúvida uma belissima melodia para nos acompanhar em todos os dias! Uma belissima banda sonora para a nossa vida....
M.M. a 18 de Abril de 2009 às 16:22

É fantástica pela sua força, pelo seu talento, pela sua determinação, pelo seu carisma.....uma mulher com M grande e que deixa todas as outras orgulhosas! Somos o sexo forte e mais nada.......!
sandra a 21 de Abril de 2009 às 22:16

Boa Noite!
Por acaso é possivel fornecerem-me a morada desta senhora?
Aguardo por uma resposta!
Melhores Cumprimentos,

Joaquim Neno
Joaquim Neno a 26 de Maio de 2009 às 01:54

Olá! Não faço ideia onde mora a senhora! O que sei será o que toda a gente sabe.... Que tem uma voz belissima e um talento extraordinário....

=)
M.M. a 26 de Maio de 2009 às 23:15

Essa bela jovem senhora, mostrou ao mundo que aparência não é tudo, o que importa é a alma, os sentimentos, o que você é por dentro sua essência. 5 anos já se passaram quando ela se apresentou naquele programa e ainda hoje não deixo de me emocionar com sua históriasua voz.Susan é o grito de liberdade aonde as pessoas só observam a beleza exterior esquecendo da beleza que vem da alma, essa mulher chegou aquele programa apenas com um sonho "Cantar para uma grande platea" ela não fez só isso, ela quebrou todos os paradigmas do preconceito, mostrou com humildade que não devemos julgar as pessoas pela sua aparência sem as conhecê-las de fato. A voz dessa jovem é um alento para minha alma, e me faz todos os dias a ainda acreditar nas pessoas, a creditar nos sonhos, na própria vida. Essa bela mulher estará para sempre cravada em meu ser como alguém que me mostrou que os sonhos podem ser conquistados, basta você a creditar e ter determinação. Hoje olhando suas fotos atuais vejo o quanto fomos cegos e preconceituosos, ela é uma bela mulher, uma esperança lançada ao sol, uma estrela brilhando no firmamento.
GLAUCIENE CARVALHO a 13 de Maio de 2014 às 04:19



Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
16

19
20
22
24
25

27
28
29
30


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos