Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Domingo, 12 de Julho de 2009

 

 

Entre o ser e o não ser

Não sou aquilo que nunca fui

Sempre fui aquilo que sou.

 

É por se aquilo que sou

Que não posso ser quem não sou!

 

Poderia perder-me em adjectivações ridículas

Mas há uma que distingue o que sou do que não sou

Genuinidade.

 

Se sou como sou

E não como gostariam que fosse

Então sou mesmo eu:

Que vejo ao espelho todas as manhãs

Igual a mim própria

E não diferente daquilo que sou

E gostariam que eu fosse.

 

Se não fosse assim

Deixaria de me sentir debaixo da pele

Deixaria de poder dizer quem sou

Deixaria de poder dizer que penso

Deixaria de poder dizer que falo

Deixaria de poder dizer que decido

Pela minha cabeça.

 

publicado por M.M. às 12:06
tags:

Como alguém diz: viva a liberdade de expressão :)

O que falta a muita gente é o poderem dizer quando se vêem ao espelho: "Esta sou eu mesma, tanto por fora como por dentro... Não sou uma aqui e outra ali" =)

Viva a sinceridade :)
VM a 12 de Julho de 2009 às 16:39

Eu sei o que isso é! Uma complicação danada, prefiro ler e ficar pela "Genuinidade".
 
Depois Diabo4 e troca o passo... eheheh (confusão cerebral de ideias)
Rogério Carvalho a 21 de Julho de 2009 às 16:27



Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
15
16
17

19
20
22
23
24
25

26
28
29
31


Go revolution
Join Greenpeace 7 Step Climate Campaign
Em acção
www.greenpeace.pt
mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos