Não podendo mudar tudo do mundo num único instante… poderemos dar pequenos passos rumo a um mundo melhor para todos
Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Muitos parecem ter medo de assumir compromissos, de tomar posição de forma consciente. Deixar andar as coisas na esperança que elas mudem é a negação da pessoa, pois só se pode ser pessoa sendo "sujeito consciente e livre".

 

Claro que isso acarreta incómodos. Quantos preferem não lutar pelos seus direitos para evitar chatices, dificuldades?

 

Muitos trabalhadores, por exemplo, não exigem o seus direitos porque receiam a perseguição, pois, apesar de terem a lei do seu lado, não têm, geralmente, o apoio dos colegas, que poderiam ser testemunhas abonatórias, mas que também eles têm medo de ser penalizados por essa atitude.

 

Não basta ter a lei do nosso lado, é preciso lutar pelo seu cumprimento. Não basta exigir aos governos que façam cumprir a lei se os cidadãos não se mobilizam para a obrigarem a cumprir.

 

Adaptado da Rubrica Fé e Compromisso de José Dias da Silva, Correio de Coimbra, 18.05.08 - texto publicado com o título original Democracia Quotidiana

publicado por M.M. às 22:49

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres

 




Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
14
16
17

18
20
22
23
24

25
26
29
30
31


mais sobre mim
as minhas fotos
pesquisar
 
as minhas fotos
subscrever feeds